AGENDA APP em foco Clipping Notícias GEO OPINIÃO Cruzeiros Desporto LAZER Ambiente
Fotos Pescas Blogs Facebook Twitter Slideshare YouTube ARTE Áudio DOSSIERS
  • PORTAL APP | 26 Dossiers disponíveis | COM MAIS DE 1000 NOTÍCIAS
  • PORTAL APP - 5.216 notícias publicadas até 24.10.2012 e integralmente disponíveis
  • APP no TWITTER: http://twitter.com/portosportugal
  • APP no FACEBOOK: http://www.facebook.com/portosdeportugal
  • APP no YOUTUBE: http://www.youtube.com/portosdeportugal
Utilidades APLOP Newsletters MediaMar EDUCARE Biblos Museus História Prémios Associativismo
CONTACTOS SOBRE A APP CIÊNCIA Energia VÍDEOSREGISTAR-SELOGIN

Porto de Sines cresceu 14,3% nos contentores entre Janeiro e Novembro

O segmento dos contentores continua a estar em grande destaque no Porto de Sines. Segundo os dados da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT), o porto alentejano continuou em Novembro a sua forte tendência de crescimento.

Num sistema portuário nacional que movimentou 2,76 milhões de TEU’s entre Janeiro e Novembro de 2017, naquele que passou a ser o melhor período homólogo da história, o Porto de Sines surge em destaque «ao exceder em +14,3% o volume homólogo de 2016», refere a AMT, que ressalva que, em termos percentuais, só o Porto de Lisboa aparece à frente na evolução durante este período.

Investigador da Nova Rota da Seda chinesa defende inclusão de Sines na iniciativa

O académico português Paulo Duarte defende que Portugal deve persuadir a China a incluir o Porto de Sines na “Nova Rota da Seda”, um gigantesco projeto de infraestruturas inspirado nas antigas vias comerciais entre Ásia e Europa.

“Devemos mostrar à China que na faixa e rota os comboios não terminam em Madrid, mas em Lisboa ou Sines”, disse à agência Lusa o autor do primeiro livro em português sobre a iniciativa “Nova Rota da Seda”.

Doutorado em Ciências Políticas e Sociais pela Universidade Católica de Louvaina, Paulo Duarte desenvolveu em Taiwan, Ásia Central e República Popular da China a investigação que deu origem à obra “Faixa e Rota Chinesa - A Convergência entre Terra e Mar”.

PORTO DE LISBOA

Anúncio

A APL- Administração do Porto de Lisboa, SA, com sede na Gare Marítima de Alcântara, 1350-355, Lisboa, informa todos interessados ter dado início ao processo de venda, por negociação, de dois terrenos localizados na Rua da Manutenção.

Aveiro e Leixões deram contributo decisivo no crescimento da carga movimentada em Portugal

Os resultados do sistema portuário nacional conhecidos hoje mostram uma movimentação total de 88,8 milhões de toneladas, um novo recorde histórico para o período Janeiro-Novembro. Mas os recordes não ficam por aqui porque no Porto de Leixões e no Porto de Aveiro também se alcançaram números nunca antes vistos para o período em questão.

Repnunmar na Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS)

A Repnunmar Logística e Trânsitos, Lda, vai estabelecee uma operação logística na ZILS - Zona Industrial e Logística de Sines. Realizará no local operações logísticas de receção, parqueamento, reparação e expedição de contentores marítimos cheios e vazios. Instalará, também, um estaleiro para apoio às atividades e ao parqueamento das viaturas da Transportadora Ideal do Bairro de Alcântara (empresa do Grupo Silvestre e Silva) afectas ao Porto de Sines e suporte do trafego. Esta operação visa, dada a perspetiva de crescimento, o apoio à atividade que efetua diariamente no Porto de Sines.

PORTO DE LISBOA CONTINUA DINÂMICO NO MERCADO DAS BANCAS

Como sinal do dinamismo do porto de Lisboa na atividade de bancas, destacamos a escala do navio “EXCELSIOR”, na primeira semana de 2018. Este navio tanque de gás liquefeito, que não terá passado despercebido pelas suas dimensões (93.719 GT | 227 m de comprimento | 43,5 m de boca) esteve em porto, apenas para uma operação de abastecimento de combustível – designada como bancas - , no fundeadouro do quadro central do Porto de Lisboa, entre o Terminal de Granéis Alimentares de Palença e o Terminal de Líquidos da Banática.

AMT destaca Lisboa como «o porto que mais contribuiu» nos resultados até Novembro

Os portos nacionais movimentaram, entre Janeiro e Novembro de 2017, um total de 88,8 milhões de toneladas, um novo máximo para o período em questão. Mas no relatório agora conhecido, a AMT dá um destaque claro ao Porto de Lisboa enquanto grande impulsionador desta evolução registada em 2017.

Carga movimentada nos portos nacionais atinge record de quase 89 milhões de toneladas

De Janeiro a Novembro de 2017, foram movimentadas 88,8 milhões de toneladas de carga nos portos portugueses, o que representa um crescimento de 3,9% face ao mesmo período do ano anterior, e o volume mais elevado de sempre.

De acordo com os dados divulgados esta terça-feira, 9 de Janeiro, pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, Lisboa foi o porto que mais contribuiu para o aumento, com uma subida de 2,1 milhões de toneladas, ou 23,5% da carga transportada, face ao período homólogo de 2016. Leixões e Aveiro - com quotas de 20,2% e 5,4%, respectivamente - também contribuíram para a melhoria, com taxas de crescimento de 7,7% e de 18,3%.

Tailandesa Indorama compra activos da Artlant e potenciará exportações no Porto de Sines

No final de 2017 ficou fechado o negócio da venda dos activos da Artlant PTA pela Caixa Geral de Depósitos ao grupo tailandês Indorama, por 28 milhões de euros.

Os activos da unidade de PTA que pertenciam à Artlant passam assim para as mãos da Indorama Ventures que se instala desta forma na ZILS – Zona Industrial e Logística de Sines, onde iniciará trabalhos de manutenção já neste mês de Janeiro e pretende começar a produzir no segundo semestre de 2018.

Ano Novo traz promessa de mais records nas exportações

No mercado "Portugal" há fruta e legumes, roupas e sapatos, máquinas, combustíveis ou automóveis. Clientes não lhe faltam. Só em outubro, as vendas para o estrangeiro aumentaram 11,8%, somando 5000 milhões de euros. Nos primeiros 10 meses de 2017 ultrapassaram os 45 mil milhões, mais 4,4 mil milhões (+10,8%) que no mesmo período de 2016. Se não houver surpresas, o ano irá fechar com exportações de bens na casa dos 55 mil milhões. Sem contar os serviços. Com o turismo somado passará dos 43% do PIB.

E a meta para os próximos anos está traçada: até 2025, as exportações nacionais terão de valer 50% do PIB. Governo e empresas estão em sintonia e acreditam que a missão será cumprida. E que 2018 vai ajudar às contas. "Confio que, se não existirem surpresas, as exportações, a par com o investimento, vão continuar a ser o motor que vai puxar pela economia", adianta ao DN/Dinheiro Vivo Paulo Nunes de Almeida, presidente da Associação Empresarial de Portugal (AEP).

 vídeo

APP lança vídeo “Journey to the center of the world”

 Poesia pelo Porto de Leixões

 

 APP pelo Facebook

 Consulte os dossiers do Portal APP

 NRP Sagres Volta ao Mundo 2010

 Se calha a sorte para a Armada…

 A Ver Navios

 Inauguração do novo Cais de Cruzeiros do Porto de Leixões

 Paquete Infante D. Henrique

 Arte xávega ou companhas das artes – Praia de Mira

 Nautilus Minerals - ROV Drill MINING

 Pesca artesanal valorizada em Sesimbra (1)

 Nova marina no Porto de Lisboa

 Funchal 500 Tall Ships Regatta – La Bamba

 Filatelia - Farol do Cabo Espichel

 Porto de Aveiro visto do céu

 APP no slide.com

 APP no SLIDESHARE

 APP no FACEBOOK

 Porto do Funchal

Porto do Funchal
Associação dos Portos de Portugal © 2010 - Design & Programação by Idea Factory