AGENDA APP em foco Clipping Notícias GEO OPINIÃO Cruzeiros Desporto LAZER Ambiente
Fotos Pescas Blogs Facebook Twitter Slideshare YouTube ARTE Áudio DOSSIERS
  • PORTAL APP | 26 Dossiers disponíveis | COM MAIS DE 1000 NOTÍCIAS
  • PORTAL APP - 5.216 notícias publicadas até 24.10.2012 e integralmente disponíveis
  • APP no TWITTER: http://twitter.com/portosportugal
  • APP no FACEBOOK: http://www.facebook.com/portosdeportugal
  • APP no YOUTUBE: http://www.youtube.com/portosdeportugal
Utilidades APLOP Newsletters MediaMar EDUCARE Biblos Museus História Prémios Associativismo
CONTACTOS SOBRE A APP CIÊNCIA FUTURO Energia Remoção Lista POL. PRIVACIDADE VÍDEOSREGISTAR-SELOGIN

A PARTIR DESTE SÁBADO

Legado de Gago Coutinho em exposição no Museu de Marinha

O Museu de Marinha vai ter uma exposição temporária intitulada “Gago Coutinho. Viajante e Explorador”, que estará aberta ao público a partir deste sábado, dia 12 de outubro, até 24 de maio de 2020.
A exposição retrata a vida e o legado do Almirante Gago Coutinho que, sendo um Oficial de Marinha, não se destacou apenas no Mar.
Gago Coutinho fez investigação como geógrafo, foi navegador aéreo, desenvolveu instrumentos de navegação, foi o elo de ligação entre diversos povos e culturas e estudou a navegação na Era dos Descobrimentos. Pretende-se com esta exposição levar o visitante a viajar pelo ambiente inovador que caracterizou a vida de Gago Coutinho, através dos tradicionais elementos expositivos e, também, de conteúdos interativos e de multimédia de vanguarda.

Os caçadores de tesouros do fundo do mar

Na costa portuguesa estão contabilizados seis mil navios naufragados e, destes, 320 têm, de certeza, tesouros. Alexandre Monteiro, arqueólogo subaquático, é o homem por detrás desta contabilidade e convicção.

Há 20 anos a lutar contra os caça tesouros que pilham os navios afundados, o, também, investigador da Universidade Nova de Lisboa com projetos arqueológicos em vários cantos do mundo, listou estas relíquias e secularizou-as: “deste o ano 1 500 até agora”.

Terminal Petroleiro de Leixões assinala 50 anos de actividade

O Terminal Petroleiro de Leixões assinala 50 anos desde a inauguração com a chegada do petroleiro "Larouco", a 08 de outubro de 1969. A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) avança com balanço: desde o início do século (2001-2019) este terminal, que inclui a Monobóia localizada a 3,3 Km ao largo de Leça da Palmeira, movimentou 155 milhões de toneladas de granéis líquidos de hidrocarbonetos, com a atracação de 9247 Navios-Tanque.

Espanha vai restaurar o que resta do testamento de Fernão de Magalhães

Do original de 1519 há apenas um fragmento, mas o conteúdo do documento conhece-se na íntegra graças a uma cópia de época. Através dele se fica a saber que o navegador quis garantir o futuro dos filhos, dos irmãos e da mulher, mesmo que ela voltasse a casar. E que quis ver o seu escravo libertado.

A nau Victoria foi a primeira a dar a volta ao mundo. 500 anos depois tem réplica na foz do Guadalquivir

Sanlucar de Barrameda, na margem esquerda da foz do Guadalquivir, engalanou-se para celebrar o V Centenário da partida de Fernão Magalhães, o navegador português que mostrou ao mundo que era possível viajar entre os oceanos Atlântico e Pacífico. A sua morte nas Filipinas fez com que fosse o espanhol Sebastián Elcano a fazer a primeira viagem de circum-navegação

Naufrágio mais célebre da extensa história trágico-marítima da costa de Peniche

Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática verifica os restos arqueológicos do «San Pedro de Alcantara»

O CNANS da DGPC monitoriza o estado de conservação dos sítios arqueológicos subaquáticos. As condições de mar nos últimos dias permitiram verificar os restos arqueológicos do "San Pedro de Alcantara", um navio de guerra espanhol de 64 canhões que naufragou junto a Peniche em 1786 e onde faleceram 128 pessoas.

Neste local também se encontram os vestígios do cargueiro "João Diogo", que naufragou em 1963.

Em 1816 não houve verão. A culpa foi de um vulcão na Indonésia

Em 1815, o vulcão Monte Tambora, na Indonésia, explodiu – e terá sido a maior erupção nos últimos 1.500 anos. Há muito que se suspeita que o evento causou o chamado “ano sem verão” na Europa.

Nesse ano, cinzas e dióxido de enxofre bloquearam a luz do Sol. No entanto, cientistas atmosféricos não sabem em que medida a explosão contribuiu para as condições frias e húmidas do ano seguinte. Mas, agora, modelos climáticos estão a ser usados para mostrar que o Monte Tambora causou o frio record e possivelmente a humidade.

TELEVISÃO

Seis episódios para assinalar os 500 anos da viagem de Fernão de Magalhães

A Primeira Volta ao Mundo é uma nova série documental do Canal História que recorre a depoimentos de 53 especialistas internacionais e usa actores para entrevistas ficcionadas com os protagonistas da expedição.

Acasos e desgraças da primeira volta ao mundo

Meio milénio se cumpre, agora, sobre a partida de Fernão de Magalhães, no comando da armada que, ao serviço de Castela, saiu para o que seria a primeira volta ao mundo da história, completada apenas por um de cinco navios. Um marco na história da humanidade, a demonstração de que os continentes estavam cercados por água e não os mares por terra e, sobretudo, um acaso que não estava planeado.

Fernão de Magalhães: um navegador português que os espanhóis querem seu

No dia 20 de setembro de 1519 Fernão de Magalhães zarpou do Porto espanhol de Sanlucar de Barrameda para fazer a volta ao mundo ao serviço do rei castelhano D. Carlos I. Quando se assinalam 500 anos sobre este feito, a cidade espanhola não quer deixar passar em branco a data e lembra a epopeia de um homem excecional para a sua época.

 vídeo

APP lança vídeo “Journey to the center of the world”

 Poesia pelo Porto de Leixões

 

 APP pelo Facebook

 Consulte os dossiers do Portal APP

 NRP Sagres Volta ao Mundo 2010

 Se calha a sorte para a Armada…

 A Ver Navios

 Inauguração do novo Cais de Cruzeiros do Porto de Leixões

 Paquete Infante D. Henrique

 Arte xávega ou companhas das artes – Praia de Mira

 Nautilus Minerals - ROV Drill MINING

 Pesca artesanal valorizada em Sesimbra (1)

 Nova marina no Porto de Lisboa

 Funchal 500 Tall Ships Regatta – La Bamba

 Filatelia - Farol do Cabo Espichel

 Porto de Aveiro visto do céu

 APP no slide.com

 APP no SLIDESHARE

 APP no FACEBOOK

 Porto do Funchal

Porto do Funchal
Associação dos Portos de Portugal © 2010 - Design & Programação by Idea Factory