AGENDA APP em foco Clipping Notícias GEO OPINIÃO Cruzeiros Desporto LAZER Ambiente
Fotos Pescas Blogs Facebook Twitter Slideshare YouTube ARTE Áudio DOSSIERS
  • PORTAL APP | 26 Dossiers disponíveis | COM MAIS DE 1000 NOTÍCIAS
  • PORTAL APP - 5.216 notícias publicadas até 24.10.2012 e integralmente disponíveis
  • APP no TWITTER: http://twitter.com/portosportugal
  • APP no FACEBOOK: http://www.facebook.com/portosdeportugal
  • APP no YOUTUBE: http://www.youtube.com/portosdeportugal
Utilidades APLOP Newsletters MediaMar EDUCARE Biblos Museus História Prémios Associativismo
CONTACTOS SOBRE A APP CIÊNCIA FUTURO Energia Remoção Lista POL. PRIVACIDADE VÍDEOSREGISTAR-SELOGIN

Navios com bandeira portuguesa vão ser obrigados a ter 60% de tripulação nacional

A partir de 1 de janeiro de 2020, os navios com bandeira portuguesa vão ser obrigados a ter, pelo menos, 60% da respetiva tripulação com cidadania nacional, europeia ou de língua portuguesa.

Já no caso das embarcações de pesca, o limite de tripulações portuguesas, europeias ou de língua portuguesa desce para 50%.

Este é um dos resultados da publicação, na passada quinta-feira, dia 31 de outubro, do decreto-lei (nº 166/2019), que estabelece o novo regime jurídico da atividade profissional dos marítimos, nomeadamente as normas relativas à inscrição marítima, aptidão médica, formação, certificação, recrutamento e lotação das embarcações e ainda todos os critérios de equiparação com outros profissionais do setor do mar.as embarcações de pesca o limite desce para 50%.

“Este diploma cria um novo regime profissional, que substitui o anterior em vigor há cerca de duas décadas, apresentando um conteúdo mais moderno e ajustado à realidade atual do ‘shipping’ e restantes atividades no mar”, destaca um comunicado da DGRM – Direção Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos.

Segundo este documento, “uma das mais importantes alterações diz respeito à redução do número de escalões e à possibilidade de mobilidade direta dos trabalhadores entre os três setores (marinha mercante, tráfego local e pesca), através de uma aposta forte na formação modular e na harmonização dos conteúdos programáticos. Por outro lado, criam-se novas categorias para colmatar as necessidades resultantes das novas exigências internacionais, de modo a dinamizar o acesso à profissão.

“A nova legislação incorpora as últimas alterações à Convenção da Organização Marítima Internacional relativa ao nível mínimo de formação dos marítimos (Convenção STCW), e também ao nível da União Europeia, com o objetivo de promover a segurança da vida humana no mar e proteger o meio ambiente marinho. Assegura-se igualmente que os marítimos a bordo das embarcações de pesca nacional são certificados ao abrigo da Convenção Internacional sobre Normas de Formação para Pessoal de Navios de Pesca (Convenção STCW-F), matéria em que Portugal estava em falta”, assinala a referida nota informativa.

Os responsáveis da DGRM acentuam ainda que “a digitalização de procedimentos, designadamente através da utilização do Balcão Eletrónico do Mar (BMar) e do Sistema Nacional de Embarcações e Marítimos (SNEM), que suportará a tramitação dos atos administrativos dos marítimos, DGRM, escolas e autoridades, são ainda outras grandes apostas do novo diploma”.

“A antiga Cédula Marítima será substituída pelo Documento Único do Marítimo (DMar), um documento com características semelhantes ao passaporte eletrónico. O DMar contém informação quanto à inscrição, identificação, categoria, funções e registos do tempo de embarque do marítimo e comprova a sua identificação para efeitos das convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT)”, explica o comunicado da DGRM.

fonte
 









Data: 2019-11-06
Autor:

 vídeo

APP lança vídeo “Journey to the center of the world”

 Poesia pelo Porto de Leixões

 

 APP pelo Facebook

 Consulte os dossiers do Portal APP

 NRP Sagres Volta ao Mundo 2010

 Se calha a sorte para a Armada…

 A Ver Navios

 Inauguração do novo Cais de Cruzeiros do Porto de Leixões

 Paquete Infante D. Henrique

 Arte xávega ou companhas das artes – Praia de Mira

 Nautilus Minerals - ROV Drill MINING

 Pesca artesanal valorizada em Sesimbra (1)

 Nova marina no Porto de Lisboa

 Funchal 500 Tall Ships Regatta – La Bamba

 Filatelia - Farol do Cabo Espichel

 Porto de Aveiro visto do céu

 APP no slide.com

 APP no SLIDESHARE

 APP no FACEBOOK

 Porto do Funchal

Porto do Funchal
Associação dos Portos de Portugal © 2010 - Design & Programação by Idea Factory