AGENDA APP em foco Clipping Notícias GEO OPINIÃO Cruzeiros Desporto LAZER Ambiente
Fotos Pescas Blogs Facebook Twitter Slideshare YouTube ARTE Áudio DOSSIERS
  • PORTAL APP | 26 Dossiers disponíveis | COM MAIS DE 1000 NOTÍCIAS
  • PORTAL APP - 5.216 notícias publicadas até 24.10.2012 e integralmente disponíveis
  • APP no TWITTER: http://twitter.com/portosportugal
  • APP no FACEBOOK: http://www.facebook.com/portosdeportugal
  • APP no YOUTUBE: http://www.youtube.com/portosdeportugal
Utilidades APLOP Newsletters MediaMar EDUCARE Biblos Museus História Prémios Associativismo
CONTACTOS SOBRE A APP CIÊNCIA Energia Remoção Lista POL. PRIVACIDADE VÍDEOSREGISTAR-SELOGIN

CAMINHO DE FERRO DE BENGUELA REABERTO HÁ UM ANO

Um comboio de esperanças

Ao chegar ao Huambo, a 30 de Agosto de 2011, a alegria explodiu. Milhares de pessoas saudaram o comboio, um gigante que, majestoso, atravessava meia cidade, apitando, como que a anunciar novos tempos, uma nova vida.

E o Huambo correspondia com acenos e sorrisos. As danças também não faltaram, o que não deixava de ser notável, quando se percebe que o comboio chegou à cidade pouco depois das seis horas da manhã.

- Esperamos muito tempo -. Era a expressão que muito se ouvia. Crianças e adultos reagiram e transpareceram nos rostos um desfazer de um nó que lhes embargava a respiração, como se tivessem recuperado a identidade. E o Huambo só é Huambo com o comboio.

Milhares de histórias de amor resultaram da existência do comboio, milhares de cursos se estudaram tendo o comboio como amigo para encurtar distâncias, milhares de homens se fizeram técnicos metalo-mecânicos. Toda a cidade cresceu, cresceram as indústrias, toneladas de alimentos foram transportados, com destaque para os cereais. E as notícias e a brisa do mar chegaram ao Luau, lá de onde vinham toneladas e toneladas de minérios e, cera e também mel.

O comboio já foi o maior empregador no Huambo, também o maior contribuinte.

O comboio está na memória das gentes do Huambo como motivo de sorrisos e de felicidade. Milhares se lembram ainda das viagens no recovero, no camacove, ou no mala. Do mais lento ao mais rápido e confortável. Todos eles a fazer de grande tela para o desfile de paisagens infindas de extensão e de beleza, que afinal é a imagem de Angola.

Mais produtos e mais baratos passarão a chegar ao Huambo. É o que o povo espera, para reerguer casas e fábricas, para pôr as máquinas a trabalhar.

VERSÃO INTEGRAL DESTA NOTÍCIA, AQUI

LEIA TAMBÉM: "Este comboio é nosso"

 




Data: 2011-09-06
Autor:

Artigos relacionados:

  • Lobito e Huambo de novo ligadas pela ferrovia
  • Construção, iniciada em 1899, demorou 30 anos
  • O comboio celebrado pelo Duo Ouro Negro

  •  vídeo

    APP lança vídeo “Journey to the center of the world”

     Poesia pelo Porto de Leixões

     

     APP pelo Facebook

     Consulte os dossiers do Portal APP

     NRP Sagres Volta ao Mundo 2010

     Se calha a sorte para a Armada…

     A Ver Navios

     Inauguração do novo Cais de Cruzeiros do Porto de Leixões

     Paquete Infante D. Henrique

     Arte xávega ou companhas das artes – Praia de Mira

     Nautilus Minerals - ROV Drill MINING

     Pesca artesanal valorizada em Sesimbra (1)

     Nova marina no Porto de Lisboa

     Funchal 500 Tall Ships Regatta – La Bamba

     Filatelia - Farol do Cabo Espichel

     Porto de Aveiro visto do céu

     APP no slide.com

     APP no SLIDESHARE

     APP no FACEBOOK

     Porto de Setúbal - Docas

    Porto de Setúbal - Docas
    Associação dos Portos de Portugal © 2010 - Design & Programação by Idea Factory