AGENDA APP em foco Clipping Notícias GEO OPINIÃO Cruzeiros Desporto LAZER Ambiente
Fotos Pescas Blogs Facebook Twitter Slideshare YouTube ARTE Áudio DOSSIERS
  • PORTAL APP | 26 Dossiers disponíveis | COM MAIS DE 1000 NOTÍCIAS
  • PORTAL APP - 5.216 notícias publicadas até 24.10.2012 e integralmente disponíveis
  • APP no TWITTER: http://twitter.com/portosportugal
  • APP no FACEBOOK: http://www.facebook.com/portosdeportugal
  • APP no YOUTUBE: http://www.youtube.com/portosdeportugal
Utilidades APLOP Newsletters MediaMar EDUCARE Biblos Museus História Prémios Associativismo
CONTACTOS SOBRE A APP CIÊNCIA FUTURO Energia Remoção Lista POL. PRIVACIDADE VÍDEOSREGISTAR-SELOGIN

MOÇAMBIQUE

Duas embarcações retomam transporte de passageiros ao longo da costa

Dois navios mistos, de passageiros e carga, com capacidade até 720 toneladas cada, recentemente adquiridos pelo Governo, já se encontram em Maputo para retomar o serviço de cabotagem ao longo da costa, ainda este ano, estabelecendo ligações entre os portos de Maputo, Beira, Quelimane, Nacala, Pemba e Mocímboa da Praia. A juntar-se a estas duas embarcações, uma terceira, de menor dimensão, vai estar baseada em Quelimane para comunicar com o distrito de Chinde, na Zambézia.

De acordo com o Ministro dos Transportes e Comunicações, Paulo Zucula, as embarcações já estão na fase de inspecção, enquanto se aguarda pela conclusão de formação dos respectivos tripulantes para a plena operação.

Falando recentemente sobre o assunto na Beira, o governante acrescentou que o processo deverá arrancar em parceria com uma empresa de navegação de maior calibre para permitir uma perfeita ancoragem das mesmas embarcações. As negociações em curso envolvem a operadora denominada GRENOLTH, especializada na cabotagem regional.

O primeiro navio misto de maior calado tem um peso correspondente a 30 contentores carregados com 24 toneladas cada e está igualmente dotado para carregar 36 contentores com 20 toneladas cada, o equivalente a três fiadas de contentores.

O ministro caracterizou tal facto como um grande desafio para a Marinha Mercante e que impõe a necessidade de revitalizar a cabotagem, sendo um sinal claro de que só com a maior utilização do transporte marítimo podemos reduzir os custos de transporte e dinamizar o escoamento de produtos agrícolas, contribuindo deste modo para a redução da pobreza no país.

A entrada do Estado neste processo deve-se fundamentalmente à privatização das empresas estatais para o sector privado, cujo impacto trouxe algumas convulsões, em que foi mesmo sacrificada a antiga NAVIQUE, a única empresa de cabotagem do Estado no país.

Além disso, a cabotagem exige avultados investimentos e o sector privado ainda é muito incipiente em termos de capacidade financeira.

FONTE: RÁDIO MOÇAMBIQUE
 




Data: 2011-09-08
Autor:

 vídeo

APP lança vídeo “Journey to the center of the world”

 Poesia pelo Porto de Leixões

 

 APP pelo Facebook

 Consulte os dossiers do Portal APP

 NRP Sagres Volta ao Mundo 2010

 Se calha a sorte para a Armada…

 A Ver Navios

 Inauguração do novo Cais de Cruzeiros do Porto de Leixões

 Paquete Infante D. Henrique

 Arte xávega ou companhas das artes – Praia de Mira

 Nautilus Minerals - ROV Drill MINING

 Pesca artesanal valorizada em Sesimbra (1)

 Nova marina no Porto de Lisboa

 Funchal 500 Tall Ships Regatta – La Bamba

 Filatelia - Farol do Cabo Espichel

 Porto de Aveiro visto do céu

 APP no slide.com

 APP no SLIDESHARE

 APP no FACEBOOK

 Porto do Funchal

Porto do Funchal
Associação dos Portos de Portugal © 2010 - Design & Programação by Idea Factory