Antena 5 Sistema de Lupa activo | Voltar vista normal
Notícias 

Entreposto Frigorífico da Horta será requalificado com investimento de 4 milhões

O entreposto frigorífico da Horta, no cais de Santa Cruz na ilha do Faial, nos Açores, será requalificado. Uma obra que terá o custo de 4 milhões de euros, estando prevista a sua conclusão até Setembro de 2021, segundo Vasco Cordeiro, Presidente do Governo Regional dos Açores.

Esta aposta surge no âmbito da estratégia de valorização das pescas, que inclui as áreas das infra-estruturas, da aplicação do conhecimento científico à sustentabilidade dos recursos e do reforço da qualificação dos pescadores.

Além da zona de processamento de pescado fresco, o entreposto vai dispor de duas câmaras de conservação de congelados, com capacidade para 500 toneladas, dois tanques de salmoura para congelação com capacidade para 20 toneladas por ciclo, dois túneis de congelação com capacidade para 20 toneladas por ciclo, e uma câmara de conservação polivalente com capacidade para 20 toneladas.

Este investimento é de grande importância, não só para a ilha do Faial, mas para toda a região, sendo que uma das “componentes importantes” da política do executivo regional em relação às pescas “tem a ver com as infra-estruturas”, refere Vasco Cordeiro, acrescentando que as infra-estruturas de apoio à pesca são um dos “pilares desta estratégia”, apontando o exemplo do investimento em vários entrepostos frigoríficos que têm sido aplicados com o objectivo de valorizar o pescado açoriano e reforçar o rendimento dos pescadores.

A requalificação do entreposto frigorífico da Horta prevê ainda a criação de uma área para o processamento e transformação de pescado fresco, uma opção que se enquadra também nos objectivos previstos no Plano de Valorização do Atum.

O Presidente do Governo referiu que a pesca do atum, este ano, já rendeu quase três milhões de euros, correspondentes às cerca de 1.500 toneladas capturadas na região, muito acima dos cerca de 750 mil euros, e das cerca de 390 toneladas verificadas no mesmo período de 2019.

“Temos de nos preparar cada vez melhor para isso e não ficar dependentes da quantidade. É aqui que entram investimentos como este, com potencial à valorização do atum”, refere.

Em todos os grupos do arquipélago estão projectadas ou a decorrer obras em entrepostos frigoríficos, como em Lajes das Flores, Velas, São Jorge, Madalena, Pico e Vila do Porto, em Santa Maria.

fonte